Pages


quarta-feira, 30 de junho de 2021

MINISTÉRIO DA SAÚDE; APÓS DENÚNCIA DE PROPINA DIRETOR É EXONERADO

Por ipuemfoco   Postado  quarta-feira, junho 30, 2021   Sem Comentários



O Ministério da Saúde decidi exonerar, na noite desta terça-feira (29), o diretor de logística da pasta, Roberto Dias, após

a revelação do jornal Folha de S.Paulo de que ele teria cobrado propina para negociar a compra de vacinas da empresa Davati Medical Supply.


Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da empresa, afirma que Dias teria pedido o valor de US$ 1 por dose de vacina para fechar contrato com o Ministério da Saúde, em um jantar no restaurante Vasto, no Brasília Shopping, em 25 de fevereiro.


De acordo com a Folha, Dominguetti procurou o ministério para negociar 400 milhões de doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. O Ministério da Saúde não justifica o motivo da exoneração de Dias, mas informa que a decisão foi tomada no período da manhã.


“O Ministério da Saúde informa que a exoneração de Roberto Dias do cargo de Diretor de Logística da pasta sairá na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (30). A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (29)”, disse a pasta.


Dias foi indicado ao cargo no Ministério da Saúde pelo líder do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) na Câmara, o deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR).


O deputado teve seu nome revelado na última sexta-feira (25) pelo colega de Casa Luis Miranda (Democratas-DF), durante depoimento na CPI da Covid no Senado, como sendo o parlamentar citado pelo presidente Jair Bolsonaro quando Miranda lhe informou sobre as irregularidades no contrato de compra da vacina da Covaxin.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
.
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee