Pages

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

HOMEM MATA QUATRO E COMETE SUICÍDIO DURANTE MISSA NA CATEDRAL DE CAMPINAS

Por Rogerio Palhano   Postado  terça-feira, dezembro 11, 2018   Sem Comentários


Suspeito atirou contra fiéis dentro de igreja na região central, na tarde desta terça-feira (11), segundo Samu e Corpo de Bombeiros. Quatro ficaram feridos após crime.
Um homem matou quatro pessoas e deixou quatro feridas durante uma missa na Catedral Metropolitana, no Centro de Campinas (SP), na tarde desta terça-feira (11), segundo o Samu, Bombeiros e Polícia Militar. O suspeito pelos disparos na igreja cometeu suicídio em seguida.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito teria entrado na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38, e se matado em frente ao altar após os crimes.

A PM chegou a falar que o atirador havia matado cinco pessoas, mas depois corrigiu a informação.

O que já se sabe sobre o ocorrido:
- Uma missa havia começado às 12h15;
- Um homem entrou armado na Catedral, por volta das 13h;
- Ele sentou em um dos bancos da igreja e, ao final da celebração, disparou cerca de 20 tiros;
- Ele matou quatro homens, deixou quatro pessoas feridas e cometeu suicídio na sequência;
- Os mortos não foram identificados;
- A motivação do crime é investigada pela polícia;
- Os feridos foram levados ao Mário Gatti, Beneficência Portuguesa e Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp - veja, abaixo, o estado de saúde de cada um deles;
- Para a polícia, o atirador "executou um plano que tinha na cabeça"

20 disparos

O delegado do 1º Distrito Policial, Hamilton Caviola Filho, viu imagens do circuito de segurança dentro da igreja no momento da ação. Ele estima pelo menos 20 disparos.

"Ele sentou a uns dez metros para a frente da porta. Ele não entrou atirando, primeiro ele senta em um banco", afirma. De acordo com o delegado, logo após a entrada do atirador, três pessoas sentaram no banco atrás dele e foram as primeiras a serem atingidas. Entre elas, uma morreu.

"Ele usou uma arma, mas estava com duas. Motivação a gente só vai saber quando identificar, para saber o histórico dele. Eu estou me reportando às imagens. Ele [atirador] parou, pensou e executou o plano que tinha na cabeça [...] Ele se matou, mas o policial deve ter alvejado ele porque estava com um tiro na costela, depois desse tiro ele caiu e se matou", diz o delegado.

O delegado José Henrique Ventura, do Departamento de Polícia Judiciária (Deinter-2) afirmou que o atirador usou dois dos quatro carregadores nos assassinatos e todos os mortos são homens.


"A maioria idosos, pessoas inocentes, e ele [suspeito] acabou disparando contra todas essas pessoas. A cena é desesperadora, uma tragédia muito grande", diz o guarda Alexande Moraes.

Os mortos não foram identificados e a polícia investiga a motivação do crime. A princípio, a informação recebida pela EPTV é de que houve um assalto antes, mas autoridades negaram.

"As vítimas não foram identificadas ainda. Socorremos quem poderia ser socorrido e investimos em quem nós achamos que poderia retornar do quadro grave [...] Não temos informação sobre motivação e sobre quem são as vítimas", explica o bombeiro Alexandre Monteiro.

Os feridos

Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local, por volta das 13h20, para atender aos feridos. A informação inicial é de que Jandira Prado Monteiro, de 65 anos, teve lesões em uma das mãos e tórax e foi socorrida ao Hospital Mário Gatti, mas está fora de risco.

Para o mesmo hospital municipal foi encaminhado Heleno Severo Alves, de 84, que foi atingido por dois disparos nas regiões do tórax e abdômen e passará por cirurgia. O estado dele é grave.

Maria de Fátima Frazão Ferreira, de 68 anos, foi levada ao Hospital de Clínicas da Unicamp após ser baleada em uma das pernas e o quadro de saúde dela é estável, segundo a unidade.

O quarto ferido é um homem, de 64 anos, que foi atingido por dois tiros de raspão e foi socorrido ao Hospital Beneficência Portuguesa. A assessoria informou à EPTV que ele já recebeu alta.

O entorno da Catedral Metropolitana está isolado e câmeras de monitoramento da CinCamp registraram a movimentação na área.



Multidão na frente da Catedral, em Campinas — Foto: Fernando Evans / G1


Arquidiocese se manifesta

Em rede social, a Arquidiocese de Campinas lamentou a tragédia nesta terça-feira.
Um tiroteio deixou pelo menos cinco pessoas mortas e outras quatro feridas no começo da tarde desta terça-feira (11), dentro da Catedral Metropolitana de Campinas, no Centro da cidade, segundo informações do Corpo de Bombeiros.
Ainda não se sabe a motivação.
A Catedral segue fechada para atendimento das vítimas e a investigação da Polícia.
Assim que dispusermos de mais informações, as disponibilizaremos.
Contamos com as orações de todos neste momento de profunda dor.



Autoridades se manifestam
Minha solidariedade aos familiares das quatro vítimas que foram cruelmente assassinadas na Catedral Metropolitana de Campinas nessa tarde.

O governador eleito em São Paulo, João Doria (PSDB), usou uma rede social para comentar o caso.

Em nota, a administrçaão municipal informou que está mobilizada para atendimentos e o prefeito, Jonas Donizette (PSB), ficou "estarrecido com o brutal crime e dedica orações às vítimas e famílias".G1

Guardas municipais na porta da Catedral Metropolitana de Campinas — Foto: Fernando Evans/G1

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee