Pages

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

SENADO APROVA REAJUSTE PARA O JUDICIÁRIO E SELA PRIMEIRA DERROTA DE BOLSONARO

Por Rogerio Palhano   Postado  quinta-feira, novembro 08, 2018   Sem Comentários


Votação terminou com 41 votos favoráveis, 16 contrários e 1 abstenção. O texto segue para sanção do presidente Michel Temer (MDB); presidente eleito era contrário ao aumento.

O Senado aprovou, nesta quarta-feira, o Projeto de Lei da Câmara 27/2016, que prevê reajuste nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A votação terminou com 41 votos favoráveis, 16 contrários e 1 abstenção. 

O texto segue para sanção do presidente Michel Temer (MDB). A confirmação do aumento nos cargos do Judiciário sela a primeira 'derrota' do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que era contrário à matéria e pode impactar as contas públicas em cerca de R$ 6 bilhões por ano.

Em Brasília, na manhã desta quarta, Bolsonaro disse que via com “preocupação” a possível aprovação do reajuste dos salários no Judiciário e incluindo aumento também para a Procuradoria-Geral da República, para 2019.

“Espero que o Parlamento, por sua maioria, decida da melhor maneira possível essa questão”, disse Bolsonaro, após tomar café da manhã no comando da Aeronáutica. “Obviamente não é o momento [para esse aumento de despesa]”, complementou.

Com o reajuste, o salário dos ministros do STF subiria de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil - um aumento de mais de 16%. A alteração tem efeito cascata, elevando o teto do funcionalismo público e pode conceder automaticamente aumento para as carreiras de juízes, procuradores, promotores e parlamentares.

O impacto estimado, segundo analistas, é de R$ 6 bilhões por ano. O último reajuste foi em 2014, mas a proposta de um novo reajuste gerou protestos dos integrantes da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). 

O projeto já havia sido aprovado pela Câmara, mas estava parado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado desde 2016. A “pauta-bomba”, como é conhecida por parlamentares contrários à medida, foi colocada de surpresa pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira, na noite de terça-feira.

Procurador-geral também terá reajuste

Os senadores também aprovaram o Projeto de Lei da Câmara 28/2016, que concede reajuste ao procurador-geral da República. Assim como o projeto que trata de reajuste ao Judiciário, o texto vai segue para sanção do presidente Michel Temer.EM.COM.BR

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee