Pages

sábado, 27 de outubro de 2018

AS PROPOSTAS DE BOLSONARO E HADDAD PARA O MEIO AMBIENTE

Por Rogerio Palhano   Postado  sábado, outubro 27, 2018   Sem Comentários


A temática ambiental foi tratada de forma diferente nos planos de governo dos presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).
 
Enquanto o petista reserva uma parte do documento para suas propostas nessa área, Bolsonaro cita apenas uma proposta, brevemente. A opinião deste sobre o assunto foi um pouco aprofundada em entrevistas dadas durante a campanha.

Haddad traz propostas de adotar tecnologias verdes e energias limpas, incluindo uma reforma fiscal verde para aumentar os custos da poluição e premiar investimentos e inovação de baixo carbono. 

Bolsonaro, por outro lado, já afirmou querer acabar com o Ministério do Meio Ambiente, o que preocupa ambientalistas. Segundo ele, isso não prejudicará a preservação de áreas como a Amazônia.

O POVO Online preparou uma série de matérias com as propostas dos candidatos sobre diversas áreas, analisando as 61 páginas do plano de governo de Haddad e as 81 de Bolsonaro

Esta, sobre meio ambiente, é a última. Também foram elencadas as propostas para educação; saúde; segurança pública; assistência social, saneamento básico e igualdade social; combate à corrupção; economia e geração de trabalho.

Confira as propostas para meio ambiente:

Bolsonaro

- Utilizar o sol e o vento do Nordeste como uma forma de energia limpa. “Com Sol, vento e mão de obra, o Nordeste pode se tornar a base de uma nova matriz energética limpa, renovável e democrática”.

- Unir o Ministério da Agricultura com o do Meio Ambiente. “O que está em jogo é a soberania nacional, porque são 136 milhões de hectares que perdemos ingerência sobre eles", afirmou em entrevista no dia 29 de agosto de 2018.

- Acabar com reservas indígenas dentro da Amazônia. "A Amazônia precisa ser preservada, ninguém discute isso aí, mas temos problemas na Amazônia, as enormes reservas indígenas que, há muito tempo, a determinação dos povos indigenas para entrar nesse caldeirão. Nós podemos ter novos países dentro do Brasil. Temos que nos preocupar com isso", disse em entrevista no dia dia 18 de outubro.

Haddad

- Investir “pesado” em Ciência, Tecnologia e Inovação nas universidades, institutos e centros de pesquisa. 

- Fazer uma inflexão gradual na matriz energética, rumo ao novo modelo energético, utilizando os avanços dos últimos anos na oferta de energia em níveis estáveis.

- Preservar e proteger os recursos naturais “da devastação que a ameaça com os ataques do governo golpista”.

- Criar uma forte política de incentivo ao crédito para Micro e Pequenas Empresas (MPE).

- Construir de uma economia justa e de baixo carbono, contribuindo decisivamente para conter aquecimento global.

- Fazer uma transição ecológica.

- Realizar uma mudança na matriz produtiva liderada pela adoção de tecnologias verdes modernas, flexíveis e inteligentes

- Fazer fortes investimento no fortalecimento das competências verdes já acumuladas (agroecologia, biocombustíveis, energia eólica, química verde etc.) e na construção de novas capacidades produtivas, tecnológicas e inovativas. 

- Realizar uma reforma fiscal verde, que progressivamente aumentará o custo da poluição e premiará investimentos e inovação de baixo carbono. Aplicar desoneração de tributos sobre investimentos verdes .

- Aplicar taxa de desmatamento líquido zero até 2022.

- Fiscalizar o cumprimento imediatamente o Código Florestal.

- Criar uma consistente política pública de educação ambiental.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee