Pages

quinta-feira, 26 de julho de 2018

POSSE DE VICE EM VIAGENS DO TITULAR É UMA TOLICE BRASILEIRA,E DISPENDIOSA

Por Rogerio Palhano   Postado  quinta-feira, julho 26, 2018   Sem Comentários

Persiste no Brasil uma regra tão boba quanto dispendiosa, que ordena a posse dos vices
(presidente, governador e prefeito) quando o titular se ausenta. Como se, fora do País,perdesse a capacidade de decidir, de governar. 

Michel Temer viajou para a África do Sul e foi substituído pela ministra Cármen Lúcia, porque os presidentes do Senado e da Câmara, que a precedem na linha sucessória, viajaram para não assumir e ficar inelegíveis, tornando essa brincadeira ainda mais cara.

Atos firmados pelos titulares no exterior deveriam estar sujeitos a nulidade: afinal, há outra pessoa investida no cargo de presidente.

Essa regra jabuticaba já não existe no exterior. Lá fora, presidentes são substituídos só quando morrem, renunciam ou sofrem cassação.Países como a França aboliram a figura do vice, por desnecessária. Nos Estados Unidos, presidente é presidente inclusive quando viaja.

Há um século fazia sentido, as viagens eram de navio, em demoradas travessias. Hoje, o titular não fica um segundo sem contato com o País.A informação é da coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee