Pages


sexta-feira, 18 de outubro de 2019

SERÁ ESSE O NOSSO FUTURO EMBAIXADOR??

Por ipuemfoco   Postado  sexta-feira, outubro 18, 2019   Sem Comentários


Ele se chama Eduardo Bolsonaro, diverte-se dizendo que o Senado aprovará a sua indicação apenas para vê-lo longe
do Brasil, só fala bobagens sobre fatos históricos e organizou uma conferência de ativistas que virou verdadeiro circo.

Se tivessem cobrado ingresso, seria circo; se tivessem cercado, seria hospício. Assim foi a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), realizada em São Paulo, na semana passada. Nela, algumas das autointituladas sumidades do conservadorismo brasileiro, figurinhas carimbadas no álbum do “Festival de Besteiras que Assola o País” (com a devida licença de Sérgio Porto), mais uma vez mostraram ao que vieram à vida pública — rigorosamente para nada. Ou, melhor: para empobrecê-la.
À frente, é claro, esteve um dos mais pitorescos políticos de nossas plagas, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, responsável pela organização do evento ao custo de R$ 900 mil — dinheiro público do fundo partidário utilizado pela Fundação Indigo, a principal mentora do PSL. 
Eduardo é o moço que se arvora em intelectual capaz de se tornar o embaixador do Brasil em Washington, e, talvez por isso, o que ele fez foi simplesmente promover, aqui, um xérox da Conservative Political Action Conference, a mais reacionária reunião partidária que ocorre anualmente nos EUA, desde 1973. Diferença importante para qual ele deu de ombros é que, entre os americanos, são empresários que bancam a conferência.

Falou-se acima em circo e hospício. Na verdade, nem daria para ser diferente um evento coordenado por alguém que apareceu em redes sociais ofendendo a dignidade da causa LGBT. Vestia uma camiseta: sobre o L ele pintou a Estátua da Liberdade; sobre o G colocou uma arma; sobre o B aparece a foto de seu pai, Jair Bolsonaro; e, finalmente, acima do T vê-se a imagem de Trump se o leitor ou a leitora não riram, que ótimo, só ele próprio se acha engraçado. Lembram de quando Eduardo posou para fotografias diante da tradicional Estátua da Paz, na ONU? O monumento simboliza o não uso de armas, mas o deputado saiu na foto fazendo com os dedos das mãos gestos que imitam revólveres.

Não bastasse tudo isso, é por causa dele que muitos diplomatas sérios, cultos e de carreira, agora podem cantar a música de Adoniran Barbosa: “O Arnesto nos convidou para um samba…”. “Arnesto”, no caso, é o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o samba (pasmem!) é a convocação para que tais integrantes do corpo do Itamaraty deem aulas particulares de diplomacia ao pretendente a embaixador. Falando em Araújo, ele brilhou ao declarar coisas sem sentido (mas em latim! Em latim!) na conferência. 
Em uma de suas falas envolveu o iluminista francês Voltaire em uma frase que arrepia a cognição: “Voltaire começou a lacrar quando contrapôs ideologia com a verdade e desrespeitou a fé e a monarquia francesa”.

A maratona de bobagens verbais teve disputa acirrada. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, demonstrou que enxerga no Brasil o que jamais alguém enxergou: muitos e muitos Friedrich Engels, o abastado empresário alemão que financiava o comunista Karl Marx para que ele escrevesse sua pretensa sociologia e, nas horas vagas, engravidasse a empregada doméstica. Segundo Weintraub, o Brasil corre o risco de ir para a esquerda porque existem bilionários comunistas no País. 
Ministro, saiba que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um bilionário ir dando aos desempregados, de mão em mão, pequena parte de sua fortuna.ISTOÉ

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
.
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee