Pages


quinta-feira, 31 de outubro de 2019

FORTALEZA;GASOLINA CHEGA AO MENOR VALOR DO ANO E DEVE PERMANECER ESTÁVEL

Por ipuemfoco   Postado  quinta-feira, outubro 31, 2019   Sem Comentários

Com o barril de petróleo em queda no mercado internacional, combustível atinge R$ 4,17 na Capital e previsão é de estabilidade por até 60 dias.

A redução do valor do barril de petróleo no mercado internacional aliada aos dias de queda do dólar frente ao real foram os fatores que fizeram a precificação da gasolina em Fortaleza chegar a R$ 4,17. No último fim de semana já era possível abastecer pelo valor, que estava em alta, próximo aos R$ 4,70, desde o ataque à petroleira no Oriente Médio, em setembro. O preço atual encontrado na Capital é o menor do ano.


A queda chega como um alívio para os motoristas, já que, de acordo com um levantamento feito pela Ticket Log, em setembro, o preço da gasolina ficou 0,75% mais alto no Nordeste. A elevação foi a segunda consecutiva, com a média do litro sendo comercializada por R$ 4,582.

Como a política de preços da Petrobras segue a lógica de variação do petróleo no mercado internacional e da valorização do dólar frente ao real e, nos últimos dias, o valor do barril tem caído, a tendência é de estabilidade nos valores. O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, comemorou o cenário e disse que o petróleo a 100 dólares é coisa do passado.

Em apresentação na OTC 2019, feira global do setor de petróleo, Castello Branco disse que "o Brasil vai ganhar oito novos players no refino". Ele se refere a oito refinarias que foram postas à venda pela Petrobras e que, para evitar a concentração de mercado, deverão ser vendidas para donos diferentes.

O consultor na área de Combustíveis e Energia, Bruno Iughetti, repercute a informação do barril de petróleo e projeta que deve haver estabilidade de preços por pelo menos 60 dias, pois não há perspectivas de maiores variações no mercado internacional. Aliado ao fato de que o dólar comercial perdeu valor frente ao real e está em queda desde a última quinta-feira, 24, chegando R$ 3,99.

"A conjunção dos dois fatores ocasionou uma redução de preços nas refinarias e, consequentemente, atinge a cadeia de distribuição. É um sinal positivo, pois não há previsibilidade de aumento, o que vai facilitar a execução das metas de preços mais competitivos no mercado", afirma. Iughetti ainda frisa que qualquer variação de preço se refere à competitividade de mercado.

O economista e membro do Conselho Regional de Economia do Ceará (Corecon-CE), Anderson Passos Bezerra, analisa que foi comum no mercado de combustíveis "altas expressivas e depois quedas que compensam". "Observando o movimento de preços da gasolina, não é possível observar uma tendência". Ele diz que realizou estudo das variações do valor de mercado do barril de petróleo cru e que, no acumulado do ano, houve alta de 12,3%, menor que igual período de 2018.

Já o assessor de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado (Sindipostos-CE), Antônio José Costa, ressalta que a redução de preços não tem relação com a proximidade de um feriado e que é comum o "constante sobe e desce".

"A gasolina, o diesel e o álcool são commodities, então existe um constante sobe e desce do preço dos combustíveis em função do mercado internacional, do dólar e do mercado local dos postos, que tem uma variação constante por conta da disputa de mercado entre eles", explica. (Com Agência Estado)

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
.
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee