Pages

sábado, 9 de fevereiro de 2019

ATENÇÃO IPU; O ESCÂNDALO DO LIXO HOSPITALAR

Por Rogerio Palhano   Postado  sábado, fevereiro 09, 2019   Sem Comentários


O Ministério Público Estadual do Tocantins apresentou nesta sexta-feira (8) a primeira ação penal no escândalo do lixo hospitalar.
Ao todo, foram denunciadas seis pessoas e cinco empresas suspeitas de ter alguma participação no caso. Na lista, estão o ex-juiz eleitoral João Olinto e os filhos dele; Luiz Olinto e Rodolfo Olinto.

Os três são parentes do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), que apesar de ser investigado pela Polícia Civil no caso, não foi denunciado.
Waldireny é invetigada no escândalo do lixo hospitalar, em Araguaína — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
O Ministério Público Estadual do Tocantins apresentou nesta sexta-feira (8) a primeira ação penal no escândalo do lixo hospitalar. Ao todo, foram denunciadas seis pessoas e cinco empresas suspeitas de ter alguma participação no caso. Na lista, estão o ex-juiz eleitoral João Olinto e os filhos dele; Luiz Olinto e Rodolfo Olinto.
Ludmila é suspeita de envolvimento no escâncalo do lixo hospitalar — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Os três são parentes do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), que apesar de ser investigado pela Polícia Civil no caso, não foi denunciado.

O Ministério Público Estadual do Tocantins apresentou nesta sexta-feira (8) a primeira ação penal no escândalo do lixo hospitalar. Ao todo, foram denunciadas seis pessoas e cinco empresas suspeitas de ter alguma participação no caso. Na lista, estão o ex-juiz eleitoral João Olinto e os filhos dele; Luiz Olinto e Rodolfo Olinto.

Os três são parentes do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), que apesar de ser investigado pela Polícia Civil no caso, não foi denunciado.

O caso

O escândalo começou após a Polícia Civil encontrar toneladas de lixo hospitalar em um galpão no Distrito Industrial de Araguaína (Daiara). O lixo tinha sido recolhido pela Sancil Sanatonio em hospitais de pelo menos três cidades e o galpão onde o material estava era de responsabilidade da Agromaster.
Lixo foi encontrado dentro de galpão em Araguaína — Foto: Felipe Maranhão/TV Anhanguera

No dia do flagrante, o ex-juiz eleitoral João Olinto tentou impedir que os fiscais realizassem as buscas. Um vídeo mostrou o momento da confusão. O galpão estava registrado como uma fábrica de farinha.

Depois, mais lixo foi encontrado em um caminhão abandonado em um posto de combustíveis em Araguaína e também em uma fazenda da família Olinto. O contrato que o governo do estado tinha com a Sancil Sanantonio foi encerrado após o começo das investigações.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee