Pages

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

SERÁ BOLSONARO O DONALDO TRUMP BRASILEIRO

Por ipuemfoco   Postado  quarta-feira, setembro 19, 2018   Sem Comentários


Engana-se quem pensa que Trump não tem muitos seguidores no Brasil.


“Será Bolsonaro o Trump brasileiro?”, eis artigo de Paulo Henrique Martins, professor de Sociologia da UFPE e ex-presidente da Associação Latino-Americana de Sociologia.

Engana-se quem pensa que Trump não tem muitos seguidores no Brasil. Seus tuítes irados, seu machismo e seu ódio aos imigrantes, sua agressividade ao lidar com auxiliares e de tomar decisões arbitrárias produzem muitas simpatias nos segmentos de direita. 

O fato de se tratar de um personagem “outsider” que dobrou o Partido Republicano impondo uma agenda agressiva e sedutora que o levou com sucesso à Presidência dos Estados Unidos, desperta em muitos eleitores um alívio que somente emerge com a chegada dos “heróis salvadores da pátria”.

Bolsonaro tem algo do Trump pelo destempero verbal e pela defesa inflamada da liberação de armas de fogo (e de armas brancas, suponho!). Suas referências agressivas aos movimentos sociais e aos direitos indígenas e afrodescendentes acendem em muitos indivíduos este sentimento de que enfim chegou o “Mito” salvador, assim como Trump.

Mas as aproximações entre Bolsonaro e Trump têm limites claros. Apesar de sua loucura Trump é um protecionista e não um simpatizante da abertura do “livre mercado”. O fundamento de sua política é a defesa das condições de trabalho dos norte-americanos pobres e das indústrias norte-americanas.

Lembremos que as palavras que ele pronunciou quando tomou posse foram: “Vamos renovar o sonho americano” e que ele se elegeu contra a vontade dos financistas de Wall Street que apoiavam Hillary Clinton.

Neste ponto, Bolsonaro é o oposto. Ele não é um protecionista mas um entreguista. Seu programa de governo escrito pelo economista ultra-liberal Paulo Guedes constitui uma ameaça efetiva à soberania nacional do Brasil. 

As privatizações de empresas estratégicas como Petrobras e Eletrobras, a desqualificação das políticas públicas para a educação, saúde e trabalho num País de exclusão estrutural como o nosso, entre outras medidas privatizantes, significa a desarticulação do Estado Nacional e o regresso à posição de entreposto colonial. 

É isso que nós brasileiros queremos? Será que não há mesmo alternativas a este cenário neoliberal radical? Não custa lembrar que o voto é também um modo de tomar consciência e responsabilidade coletiva sobre nosso destino como País livre.

*Paulo Henrique Martins
FONTE;ELIOMARDELIMA

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee