Pages

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

BOLSONARO NO DEBATE

Por Rogerio Palhano   Postado  sexta-feira, agosto 10, 2018   Sem Comentários


CONHEÇA AS PROPOSTAS APRESENTADAS POR JAIR BOLSONARO NO DEBATE REALIZADO PELA REDE BANDEIRANTES DE TELEVISÃO.

EMPREGO-“A nossa missão aqui é mais que dar esperança para o povo, é dar certeza de que faremos um governo realmente diferente. Nunca integrei o Executivo. Entre outras medidas, o Brasil precisa voltar a fazer comércio com o mundo todo sem o viés ideológico. Precisa agregar valor naquilo que tem não só no subsolo, bem como, no campo. O Brasil precisa ser desburocratizado, é um cipoal de leis que desestimula qualquer um a abrir uma empresa. Tem que ser desregulamentado, todos nós sabemos que o salário no Brasil é pouco para quem recebe e muito para quem paga. A classe empresarial tem dito também, e o que eu vou falar aqui é para perder voto, mas não quero ganhar eleições para não poder governar. Os empresários têm dito para mim que o trabalhador vai ter que decidir um dia: menos direitos e emprego, ou todos os direitos e o desemprego. Eu acredito que com essas medidas iniciais, além de atacar a questão da violência, nós possamos fazer voltar no Brasil o emprego.”

Direitos Humanos e porte de armas - "A violência só cresce no Brasil exatamente porque há uma equivocada política de direitos humanos. O policial civil e em especial o policial militar nunca foram tão desvalorizados, não têm retaguarda jurídica para cumprir seu dever. O cidadão de bem foi desarmado por ocasião do referendo de 2005 [...] e o bandido continuou muito bem armado. Nós devemos fazer com que a vontade popular, por ocasião do referendo, se faça presente em nosso meio e o cidadão possa comprar arma de fogo para sua legítima defesa".

Diferença salarial entre homens e mulheres - "Tem muito local que mulher ganha mais do que homem. Deveríamos então lutar para diminuir o salário dessas mulheres competentes? Repito: o Estado não deve interferir nessa área. Quanto mais o Estado entra, pior fica o negócio no Brasil."

Educação - "Se gasta muito pouco [com ensino básico] levando-se em conta o que se gasta com ensino superior. Tem escolas que foram militarizadas pela nossa Polícia Militar, em especial em Goiás e no Amazonas, bem como temos os colégios militares. Nesta semana, o jornal 'Correio Braziliense' informou que quatro estudantes do Colégio Militar de Brasília foram aprovados em Harvard. Estive em uma escola militarizada no Amazonas e ela foi construída perto de uma comunidade muito pobre e violenta. Então, a hierarquia e a disciplina entrando dentro de uma escola. O percentual da garotada que consegue acesso ao nível superior está muito acima que as escolas públicas e particulares do estado do Amazonas. Então, hierarquia e disciplina têm que se fazer presente porque ao longo do tempo retiraram a autoridade do professor em sala de aula. Então, entendo que restabelecendo autoridade e invertendo a pirâmide de gastos nós podemos atingir o objetivo final que é dar educação de qualidade para a garotada do Brasil."

Devedores com nome inscrito no SPC - “Eu te vi [Ciro] respondendo isso há pouco tempo, falando que você ia zerar isso daí. Agora, vamos deixar bem claro, Ciro Gomes, meu colega de Câmara, muita gente honesta entrou no SPC acreditando na política do PT, acreditando que o emprego viria, ou que não perderia o seu emprego. Veio a corrupção, veio a roubalheira e aqueles que compraram uma geladeira, uma máquina de lavar roupa, até mesmo um ferro elétrico, teve que devolver. Tem gente, então, honesta que tá no SPC. Mas tem muito, mas muito, bandido também. Eu desconheço aqui o volume, acho talvez que até vossa senhoria desconhece o volume desse pessoal, 63 milhões que deve ao SPC. Eu acho que equivale [o volume] aí, com toda certeza, a quase o PIB do Brasil isso daí. Eu também estou curioso, quero saber, te respondo a pergunta aqui, que você [Ciro] nos diga como tirar esse pessoal do SPC. Eu acho que não vai ser rodando dinheiro e nem dando uma canetada, até porque não teríamos poder para isso. Estou ansioso para aguardar a sua resposta.”

Privilégios - “No ano passado, eu poderia ter gasto R$ 400 mil da minha verba, chamada cotão, usei metade disso. A questão do auxílio-moradia, está na lei. O meu apartamento particular em Brasília, de 70 metros quadrados, eu tenho despesas. Pago IPTU, pago condomínio, entre outras coisas, fica quase no zero a zero. Estou ocupando agora um apartamento funcional e estou botando à venda o meu apartamento para acabar com isso daí. A questão de pensão de filhas de militares. Deixo bem claro que nós tínhamos a nossa previdência própria até o início dos anos 60, quando o governo, então, resolve pegar aquele recurso e fazer com que o governo viesse a pagar as pensões. Em 2000, nós colocamos um ponto final nessa vitaliciedade da pensão das filhas. Obviamente, tem aquelas que tinham o direito adquirido. Agora, cortar privilégio de militares? Que privilégios? Se nós não temos fundo de garantia, não temos hora extra, não temos direito a adicional noturno, não temos direito a, absolutamente, nada. Nós trabalhamos em média 60, 70 horas por semana e não ganhamos nada além disso. E o militar é uma categoria à parte. Está à disposição do chefe da nação, do seu povo, 24 horas por dia. Isso é uma realidade. E nós vamos tentar agora então substituir essa terceirização, colocando um capitão do Exército, como presidente, e um general como vice-presidente.”

Considerações finais - “Entre os melhores ranqueados, só tem um que pode realmente mudar o destino do Brasil. Ele se chama Jair Bolsonaro. Nós precisamos de um presidente honesto, que tenha Deus no coração, seja patriota, e seja independente para, pelo exemplo, governar esse grande país. Um presidente que honre e respeite a família, que trate com consideração criança em sala de aula, não admitindo ideologia de gênero. Impondo a escola sem partido. Um presidente que não divida homos e heteros, pais e filhos, nordestinos e sulistas, brancos e negros, ricos e pobres, um presidente que deixe para trás o comunismo e socialismo, que sepulte o foro de São Paulo, que faça negócio com o mundo todo, não mais pelo viés ideológico, que pratique, sim, o livre mercado. Um presidente que jogue pesado na questão da insegurança pública, para que as mães possam sorrir, sem mais temer se o filho chegará vivo em casa ou não. Precisamos de um presidente que, acima de tudo, tenha palavra. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos.”

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee