Pages

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

BOLSONARO BRIGA COM A GLOBO E PROPÕE RESOLVER VIOLÊNCIA COM MAIS VIOLÊNCIA

Por Rogerio Palhano   Postado  quarta-feira, agosto 29, 2018   Sem Comentários


O candidato à Presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), concedeu entrevista polêmica ao Jornal Nacional na noite desta terça-feira, 28. 

Versando sobre diversos assuntos, a sabatina teve momentos acalorados entre o presidenciável e a bancada de entrevistadores, formada por Renata Vasconcellos e William Bonner.

Bolsonaro foi questionado quanto ao papel do Poder Executivo para reduzir a desigualdade de salários existentes entre homens e mulheres que ocupam os mesmos cargos. Se auto-intitulando “liberal” na economia, o candidato esquivou-se da pergunta, dizendo que esta não seria responsabilidade do Estado.

“A CLT (Consolidação da Lei do Trabalho) já garante isso: o salário compatível, desde que não haja mais de 2 anos de serviço de diferença”, disse. Renata Vasconcellos, no entanto, rebateu o argumento do candidato informando que “na prática, isso não acontece”.

“É só as mulheres denunciarem ao Ministério Público do Trabalho, que vai lá e resolve o assunto”, explicou Bolsonaro, sentenciando ainda: “Estou vendo uma senhora e um senhor e, não sei ao certo, mas com toda certeza há uma diferença salarial aqui. Parece que é muito maior para ele (apontando William Bonner), do que para senhora”.

A apresentadora, interrompendo, reprimiu a afirmação do presidenciável, comunicando que seu salário “não diz respeito a ninguém”. “E eu posso garantir ao senhor, como mulher, que jamais aceitaria receber salário menor que de um homem que exercesse as mesmas funções e atribuições que eu”, refutou.

Perguntado sobre uma declaração de seu vice, Hamilton Mourão (PRTB), de que as Forças Armadas teriam de “impor uma solução para o Brasil”, o deputado disse que a saída é a mesma que aconteceu em 1964. Bonner, por sua vez, afirmou que “os historiadores sérios” se referem à data como “um golpe militar”.

“Deixo os historiadores para lá e fico com o que declarou Roberto Marinho no dia 7 de outubro de 1984”, emitiu o militar da reserva, que comunicou que iria repetir o editorial do ex-presidente da Globo exaltando aquele período.

No contragosto da bancada, Bolsonaro disse: “Participamos da Revolução Democrática de 1964, identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, ameaçadas pela radicalização ideológica, distúrbios sociais, greves e corrupção generalizada”.

Bonner, mudando de assunto, assegurou que a Globo já havia lançado editorial contrário aquele proferido pelo candidato.

Segurança Pública

William Bonner questionou Bolsonaro quanto a sua possível política adotada para o combate à criminalidade, principalmente em comunidades carentes. O apresentador relembrou um pensamento do candidato em que diz: “Violência se combate com violência e, se for o caso, com mais violência ainda”.

O presidenciável pelo PSL confirmou as palavras, defendendo a ampliação do aparato policial. “Se o bandido está com um fuzil 762 atirando, o policial tem que ter uma metralhadora ponto 50. Se ele (bandido) está com uma ponto 50, o policial tem que ter um tanque de guerra”, explicou.
 “Esse tipo de gente não pode ser tratada como normal, que deve ser respeitada e que é uma vítima da sociedade”, relatou Bolsonaro, que pensa em dar “carta branca” aos agentes da segurança pública.

“Temos que deixar livre da linha de tiro as pessoas de bem, da comunidade, ir com tudo para cima deles (bandidos) e dar para o policial o excludente de ilicitude. Ele entra, resolve o problema. Se matar 10, 15 ou 20, com 10 ou 30 tiros cada um, o policial tem que ser condecorado e não processado”, concluiu.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee