Pages

sábado, 21 de julho de 2018

BOLSONARO IRONIZA ALIANÇA DE CENTRÃO COM ALCKMIN ''TUDO QUE NÃO PRESTA''

Por Rogerio Palhano   Postado  sábado, julho 21, 2018   Sem Comentários

"Eu quero cumprimentar o Alckmin. Ele juntou a alta nata de tudo que não presta no Brasil ao lado dele", disse o pré-candidato.
O pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) ironizou neste sábado (21), aliança firmada por seu adversário tucano, Geraldo Alckmin, com os partidos do centrão -DEM, PP, SD e PR.

"Eu quero cumprimentar o Alckmin. Ele juntou a alta nata de tudo que não presta no Brasil ao lado dele", disse. O presidenciável fez uma ressalva, afirmando que não se referia aos deputados e senadores.

"A alta nata não quer dizer os parlamentares. A nata que define, que decide as situações", disse.

Apesar de criticar o bloco de partidos, o deputado viu na última semana naufragar sua tentativa de firmar aliança com um deles, o PR de Valdemar Costa Neto, ex-deputado condenado no processo do mensalão. Com a parceria, ele tentava atrair o senador Magno Malta (ES) como vice em sua chapa.

Ao fim de um evento de formatura de paraquedistas do Exército, Bolsonaro disse que pretende se eleger para mudar a política do "toma lá dá cá" em Brasília.

Embora critique o centrão, ele diz ter canal aberto para dialogar com parte do centrão.

"Ele [Alckmin] é um general sem tropa porque 40% dos deputados que compõem esses partidos [centrão] têm um compromisso de governabilidade sem o toma lá da cá conosco."

Capitão reformado, Bolsonaro participou do evento realizado anualmente pelo Exército no Rio de Janeiro. Vestido de terno preto e camisa branca, ficou na primeira fileira do palanque montado para receber oficiais ao lado de nomes como o general Braga Netto, interventor federal na Segurança do Rio de Janeiro.

No momento de cumprimento das famílias aos formandos, Bolsonaro desceu do palanque e foi cercado por pessoas que dedicaram palavras em apoio à sua candidatura e pediram para tirar selfies ao seu lado.

No domingo (22), ele será oficializado pelo PSL como pré-candidato ao Palácio do Planalto em convenção nacional do partido, no Rio.

Após duas tentativas frustradas de aliança -a primeira delas com PR e a segunda com o PRP do general reformado Augusto Heleno Bolsonaro- ainda segue na busca por um vice.

Ele confirmou que as tratativas com a advogada Janaina Paschoal, autora do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, seguem em curso. Ele disse que as conversas estão em fase de "noivado".

"Ela é uma pessoa vivida na questão de sofrer pressão, do impeachment, de sofrer muita pressão. Então ela está apta a se manter numa tranquilidade quando pressionada. E logicamente a bagagem cultural dela, vai somar muito", explicou.

Segundo ele, a escolha de seu vice se dará dentro do próprio PSL. Além do nome da advogada, é cotado para o cargo o presidente licenciado da legenda, Luciano Bivar.

"Eu acho que a Janaina é o ideal para o que a gente pretende. Vamos ter uma dupla em Brasília imune ao centrão", disse.

Bolsonaro criticou a atual forma de o Executivo se relacionar com o Legislativo.

"Se é pra fazer a mesma coisa, não vote em mim. É simples: eu não quero conversar com Sergio Moro em Curitiba. Vocês falam tanto que tem que ter governabilidade... essa forma de governar é que levou o Brasil à ineficiência e à corrupção não encontrada em nenhum lugar do mundo." Com informações da Folhapress.

Sobre o autor

Adicione aqui uma descrição do dono do blog ou do postador do blog ok

0 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo ↑
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

© 2013 IpuemFoco - Rádialista Rogério Palhano - Desenvolvido Por - LuizHeenriquee